Carta da criança interior


Oi, que bom que você parou para me escutar. Fico aqui dentro tentando me comunicar, mas a vida é tão corrida né? Por isso prometo ser breve, só quero dar alguns recados e lembrar algumas coisas que você já sabe, mas os dias passam e esquece de fazer.


Primeiro queria dizer que é muito bom morar dentro de você. É uma honra! Juntas somos uma dupla imbatível, cheia de amor e alegria para distribuir. Me sinto acolhida e quentinha aqui e honro cada passo da nossa história.


Achei importante começar assim, porque parece que as vezes você se esquece da pessoa maravilhosa e especial que você é... Me sinto muito triste quando isso acontece, pois nestes momentos seus pensamentos não me deixam falar e fico aqui esprimidinha esperando passar. Às vezes demora, mas sou paciente e assim que dá uma brecha encho o seu coração de esperança e sorrisos de novo.


Falando em esperança, sei que as vezes parece uma coisa distante, meio utópica até, mas é tão linda! Ela que me dá força para ficar aqui e continuar resistindo, sonhando com o dia em que eu e todas as minhas amigas estaremos por aí brilhando nas pessoas grandes também...


Ah e brilhar! Como amo esta palavra. Você gosta também? Amo te ver assim, brilhando! Assim como quando seu corpo dança sem se preocupar se está bonito ou acertando o passo... Quando canta com sua alma e sente cada letra da canção... Quando brinca e abre esse sorriso maravilhoso que só você tem... Quando está com quem ama...


Fico aqui pensando que se organizar direitinho dá pra ter mais momentos assim na rotina. Sempre achei que a vida não precisava ser assim, tão corrida, e lembro de que quando eu era do tamanho do seu corpo, a gente pensava em fazer diferente, achava que era chato viver com aquele semblante cansado e abatido... É eu sei que não é tão fácil quanto parece.. Mas não custa tentar não é mesmo?


Bom, acho que já falei demais e não quero incomodar. Por isso vou voltar aqui pro meu cantinho. Foi muito bom falar com você, queria que você me ouvisse mais vezes... Muitas vezes você gasta horas pensando e se preocupando com coisas que eu já sei a resposta, ou que já sei que nem vão acontecer... Se me ouvisse poderia usar este tempo para brincar um pouco, para ser mais feliz. Afinal você merece ser muito feliz!


Deixo um cafuné bem gostoso e o desejo de estarmos cada vez mais conectadas.


Te amo muito!

Um beijo da sua criança interior.



Pedagoga e professora dos anos iniciais do ensino fundamental. Facilitadora na Escola de Empatia. Voluntária na Sociedade São Vicente de Paulo atua no atendimento a famílias em situação de vulnerabilidade e realiza formações sobre empatia, acolhida e trabalho social. Formação em Yoga, Mandalas e Neuropedagogia e Teatro do Oprimido.

Acesse

curta a escola

gostou da escola?

Assine nossa newsletter e receba nossa agenda e conteúdos de empatia!

contato

escoladeempatia@gmail.com
Belo Horizonte, MG, Brasil.
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.